Ansiedade| Pequenas conquistas

19:53




Pode parecer insignificante mas quem me conhece sabe a conquista que foi ir ter uma consulta na outra ponta de Lisboa, atravessar a cidade inteira e ter sido eu a levar o carro. Tudo bem que já não era hora de ponta (mas no centro de Lisboa a condução é sempre agressiva), tudo bem que o meu pai foi comigo mas consegui fazer algo que sempre foi um obstáculo enorme: conduzir na cidade  e controlar a ansiedade para não ter um ataque de pânico. 

Aquece-me o coração ver o entusiasmo com que conto esta pequena vitória, a importância que os meus amigos deram a este passo e o quão felizes ficaram por mim! 

Próximo passo vai enfrentar o metro a hora de ponta. Shoppings cheios é outro problema. Não aguento lá estar muito tempo sem ficar com dores de cabeça, tonta e a implorar para voltarmos para casa. São coisas infinitamente insignificantes mas há qualquer coisa com o as pessoas andarem demasiado rápido à minha volta e no fura fura que me deixa tonta, baralhada e paralisada. 

Recentemente numa das minhas sessões de hipnoterapia (eu tenho de fazer um post  mais detalhado sobre isto), técnica que estou a experimentar para aprender a gerir a a minha ansiedade, e através de uma regressão descobri a razão deste meu problema com a "hora de ponta".

Quando era miúda tipo 7 ou 8 anos vivi uma situação de claustrofobia extremamente traumática. Basicamente tive um ataque de alergia violentíssimo e fiquei com as vias respiratórias completamente inchadas e mal respirava. E era miúda, pensei que ia morrer ali, comecei a entrar em pânico... nem consigo explicar o sentimento de querer sair dentro de nós, porque estamos completamente claustrofobias dentro de nós. Eu fiquei com os braços feridos de tão agressivo foi aquele momento.  Foi tão mau que ainda hoje me lembro vividamente mas que nunca tinha relacionado esse momento com a ansiedade. Porque eu entro em elevadores, estou em espaços pequenos sem qualquer problema. Mas há qualquer trigger (que ainda não descobrir qual é) nas "horas de ponta"  activa o meu subconsciente relembra esse momento e dá-me para panicar. 


You Might Also Like

15 comentários

  1. Tenho exatamente o mesmo problema com conduzir em Lisboa, com a agravante de que eu vivo em Lisboa, portanto não há por onde fugir. Não tenho ataques de pânico nem nada do género, mas a verdade é que evito muitas vezes pegar no carro por causa disso e tenho noção de que não pode ser e de que é parvo estar a deixar de fazer coisas ou demorar 1h de transportes só porque sim.

    Estou interessada nas tuas consultas de hipnose, vou adorar ler sobre o tema!

    ResponderEliminar
  2. Com passos de bebé, nem que seja, irás lá chegar. O mais importante é mentalizares-te que és capaz!

    ResponderEliminar
  3. Em primeiro lugar muitos parabéns pela tua pequena vitória! Super interessante o que escreves sobre hipnoterapia... Também sinto (ainda) bastante ansiedade, em várias situações do dia a dia. No meu caso os 'triggers' são diferentes, mas os sintomas parecidos.

    Beijinho!

    ResponderEliminar
  4. Aos poucos vais conseguir superar essa ansiedade. Esta foi uma grande conquista. Parabéns!

    ResponderEliminar
  5. São estas pequenas conquistas que valem imenso! Tenho a certeza que vais conseguir superas os outros desafios. Força
    Nem consigo imaginar a aflição desse momento, lamento que tenha acontecido :/


    r: Muito, muito obrigada *.*
    Sem dúvida! Basta-me ouvi-lo(s) e o meu dia fica logo melhor

    ResponderEliminar
  6. E são estas pequenas vitórias que nos fazem sentir bem connosco. Tenho a certeza que irás conseguis vencer todo o resto. A ansiedade deve ser algo bastante complicado que, felizmente (pelo menos não me lembro de algum episódio), nunca tive.
    Parabéns querida :)

    ResponderEliminar
  7. Como te percebo. Houve alturas que simplesmente não conseguia sair de casa sem passar por ataques de pânico. Foram meses muito complicados e sei como essas "pequenas" vitórias são tão importantes. Com muita terapia consegui encarar de novo a vida e hoje faço quase tudo sem nenhum nível critico de ansiedade.
    Fico a aguardar o post sobre a hipnoterapia, vou achar muito interessante =)

    ResponderEliminar
  8. Sei bem o quão essas pequenas vitórias são importantes! Parabéns e que continues no bom caminho :)

    ResponderEliminar
  9. Eu também tenho um bocado de pavor de conduzir por Lisboa, mas já aprendi que só acontece mais quando eu não etou familiarizada com o caminho.
    Pergunto-me se, como tu, também terá existido algum episódio que me caisou este medo...
    O importante é que a ansiedade não te restringiu a vontade de ires de um sítio ao outro e que tenha corrido tudo bem :)
    Beijinhos!

    P.S. São 92% algodão e o resto elastano, para mim são super confortáveis :)

    ResponderEliminar
  10. Só mesmo quem passa por problemas de ansiedade compreende... Força! Cada conquista é um passo para a tua vitória total!! Tu consegues!!!

    ResponderEliminar
  11. Revejo-me na ansiedade que sentes, porque também fico desse modo sobretudo na hora de ponta em Lisboa! Tento controlar-me e manter a calma mas há momentos mais difíceis para tal.
    Parabéns pela tua conquista! Porque, a meu ver, não é uma conquista pequena se contribui para te fazer feliz e teres orgulho em ti :)

    ResponderEliminar
  12. Detesto conduzir em Lisboa... Ainda só o fiz uma vez e vou evitar sempre que puder.
    Espero que consigas lidar com a tua ansiedade e começar a lidar melhor com essas pequenas coisas que te aumentam o estado de ansiedade.

    ResponderEliminar
  13. PARABÉNS! Acredita que eu sei o que significa uma vitória deste calibre.Vais ver que aos poucos vais melhorar, principalmente, se estás a fazer por isso.
    Como tu, também fico ansiosa num centro comercial cheio de pessoas apressadas e sem cuidado, ou num café a abarrotar. Tenho tentado contornar isso a focar-me única e exclusivamente na pessoa que está comigo, mas, sei bem como é uma batalha constante.
    Tu consegues, Di, beijinhos!

    ResponderEliminar
  14. A sério? Que coisa estranha ser só na hora de ponta.
    Tenho ouvido falar imenso de hipnoterapia, fico à espera dessa publicação ;)

    ResponderEliminar