Na luta contra a ansiedade

16:06




Nem consigo arranjar palavras para classificar estes últimos meses. O cansaço acumulado de meses (anos talvez) de muito esforço, dedicação e de escolhas difíceis juntamente com o stress do final do prazo da tese, a apresentação e a defesa foi avassalador. Nem tive tempo para pensar ou duvidar de mim, foi fazer e pronto! No dia que cheguei a casa já mestre pude finalmente voltar respirar. Uma mistura de alivio com a dor de um vazio imenso aliado a uma incerteza que não era capaz de explicar. 

Estes meses tem sido uma batalha interna. Parecia que estava perdida. Tudo mudou de repente, todos os planos e expectativas mudaram. Ia partir para um nova fase completamente desconhecida. A ansiedade, um coração partido e o medo do desconhecido é uma combinação tenebrosa. 

Toda a gente achava que ia sair da faculdade e correr para um emprego qualquer, viver a minha vida, conhecer novas pessoas e eu nem me conseguia mexer. Passei uns meses fechada em casa, sem conseguir dormir, exausta e em batalha comigo mesma. Tudo era um esforço, tudo me deixava mal, tudo me asfixiava... Só o facto de receber mensagens no LinkedIn recrutadores me fazia faltar o ar.

Eu só queria que as pessoas percebessem que não me podem cobrar que eu não consigo dar. Eu não sou assim porque quero e isto é um processo continuo. Precisei de tirar um tempo para mim e meter a cabeça em ordem, voltar a fazer meditação várias vezes ao dia, tomar medicação para dormir, iniciar as minhas sessões de hipnoterapia e acreditar que tudo ia ficar bem comigo outra vez!

2 meses após terminar o meu mestrado, depois de muitas horas de meditação, de algumas sessões de hipnoterapia e de fazer as pazes comigo própria finalmente consegui ganhar coragem e pegar no meu currículo e começar a marcar entrevistas. Já tenho alguns processos de recrutamento em andamento, vamos ver no que dá!

Não estou bem mas estou melhor. Esta é uma doença que é uma luta constante tudo está bem como a seguir tudo se vira do avesso. Estou a dar o melhor de mim para não estagnar e continuar a lutar por mim. Pelo menos já estou de novo a dormir!

You Might Also Like

11 comentários

  1. vou começar agora a minha tese de mestrado e tenho exatamente este receio, visto que sou uma pessoa nervosa e ansiosa.

    ResponderEliminar
  2. (Diana, que tipo de meditação fazes? Com alguma aplicação a auxiliar? Podes dar-me dicas sobre isto?)
    É tão estranho reflectir como deste lado temos 0 percepção do que se passa na tua cabeça, agora deixaste-me preocupada, honestamente. Espero mesmo que estejas no caminho certo para a recuperação e que te comeces a sentir renovada. Mereces muito paz de espírito e sucesso... mas, leva mesmo o tempo que precisares, não apresses nenhum processo, nem o teu futuro, porque, o que tiver de ser será e será bom!
    Um beijinho muito fofinho e um xi-coração bem apertadinho <3

    ResponderEliminar
  3. Sem dúvida que o peso das responsabilidades e tarefas que tiveste de tratar durante estes tempos se abateram em ti e tinhas todo o direito de reservar algum tempo só para ti, para recuperares e te reencontrares. Espero que os próximos tempos sejam mais gentis para ti :)

    ResponderEliminar
  4. Estou que melhores ainda mais e que consigas ultrapassar toda essa ansiedade terrível. Mas sobretudo, não te sintas pressionada para andares à mesma velocidade que os outros. Cada um de nós anda a ritmos diferentes, é natural. A nossa saúde mental é mais importante. Muita força <3.
    Beijinhos,
    Cherry
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A nossa saúde mental é tudo... sem isso não dá para funcionar decentemente. Felizmente este tempo para mim ajudou bastante e agora estou pronta para enfrentar o que vem ai ^^ Obrigada <3 beijinhos!

      Eliminar
  5. Por vezes, precisamos de tempo para nós, para estarmos sós, com as nossas coisas, os nossos pensamentos, faz-nos bem pausar de vez em quando.
    Espero que tudo fique melhor ainda, coragem querida. As fases menos boas não duram para sempre. Passo a passo, chegas lá <3

    ResponderEliminar
  6. Espero que nesta nova fase encontres todos os desafios que procuras, e acima de tudo paz contigo mesma para que os consigas abraçar! Boa sorte :)
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  7. Nunca sabemos o que uma pessoa está a passar, muito menos sabemos o que lhe vai na cabeça.Espero que te encontres bem, ou pelo menos no bom caminho.
    O mais importante é parar-mos para obedecer o que o nosso corpo/mente precisa, e pensar-mos em nós mesmos.
    O resto faz-se devagarinho.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  8. Se podias fizeste bem em parar e arrumar as ideias. Antes assim que continuares a piorar e depois precisares de ainda mais tempo para recuperar.
    Espero que a partir de agora seja sempre a melhorar :D

    ResponderEliminar