Longe da vista, longe do coração.

2.8.17
Eu dou-me bem com muita gente, há muita gente que gosto e que tento sempre dar o melhor de mim mas amigos, bons amigos, isso quase não tenho. Mas os que tenho são ouro!

Nunca fui muito boa a fazer amizades! Ou melhor... a minha definição de amigo e a definição das outras pessoas é que, simplesmente, não é a mesma. Entrei na faculdade trazendo três ou quatro amigos do secundário, básico e primária. 

Desde que entrei na minha faculdade perdi grande parte do meu tempo livre o me afastou das poucas que já tinha anteriormente. E mesmo na faculdade, apesar de ser um bicho social e de conhecer toda a gente fazer amigos, Amigos com A maiúsculo é-me extraordinariamente difícil. 
Actualmente é tudo muito efémero e longe da vista igual a longe do coração. Tu para seres amigos de alguém precisas de estar todos os dias e ir para todo o lado juntos como se de gémeos siameses se tratasse.

Eu sei que não sou a melhor pessoa para se manter uma amizade, eu não sou pessoa para querer sair todos os dias com os amigos, não gosto de dramas do secundário, não sou a amiga para ir beber com, gosto muito do meu espaço... No entanto sou a amiga que para a vida toda para estar com um amigo quando há problemas. Mas problemas há de ano a ano e festas há todos os dias. E na altura de escolher é amiga que está "no matter what" que é trocada pelas amigas das festas. 

Se já me magoei? Imenso. Já me desiludi com imensas pessoas que tenha em grande conta e na verdade foram uma merda. Houve pessoas que não cai só uma vez, que aceitei as desculpas e arrependimentos mas que me voltei sempre a magoar. Eu invisto de coração nas minhas amizades. Nos últimos anos tenho aprendido e já sei exactamente o que vai sair de cada pessoa e já não me surpreendo.

Eu não sou parva, alimento é a farsa e sei perfeitamente distinguir quais são as amizades que são verdadeiras e as pessoas que simplesmente querem chupar a minha atenção e não vão fazer um único esforço para a amizade ser reciproca. 

Desde que já não estou em aulas o telefone já quase não toca mas quando toca são exactamente as poucas pessoas de sempre. São as pessoas que "no matter what" vão estar sempre para mim como eu estou para elas e que vibram com as minhas conquistas como se fossem deles. Sem interesses, sem invejas, sem cobrar nada!

Cada vez mais tenho o meu coração fechado a 7 chaves e é preciso ser-se mesmo incrível para eu considerar abrir as minhas defesas. 

You Might Also Like

0 comentários