Frontalidade!


Hoje em dia toda a gente tem a mania de dizer que é "frontal", quando na verdade não sabe distinguir frontalidade de má educação! 

Vê-se com cada coisa na estrada!



Tenho quase 3 anos de carta e conduzo diariamente, não necessariamente para muito longe mas o suficiente para ver que há com cada maluco por ai! Uma pessoa as vezes até se põe a pensar que um pai nosso e uma avé Maria antes de se pegar ao volante é pouco, mais vale rezar às religiões todas! 

Pode-se brincar com a situação mas é certo que estamos completamente nas "mãos de/o/a Deus/Universo/Sorte". Estamos sempre à mercê de poder aparecer um louco e nos passar a ferro. Se algumas vezes é perigoso, outras simplesmente tem graça rir da estupidez alheia. 

A ultima coisa que me fez ficar de olho esbugalhado para um "colega" condutor deu-se na A1. Iamos nós na nossa vidinha a caminho de casa quando temos de travar porque um carro ia a 20km/h a entrar na A1. Já estávamos a rogar pragas à senhora quando damos por ela em vez de entrar para a estrada em si continua na rampa de aceleração até entrar na berma. Então não é que a senhora fez o A1 todo pela berma? Feliz na vidinha dela enquanto os reles dos comuns dos mortais tinham de partilhar a via, a senhora ia numa via privativa. O A1 ia quase vazio e a senhora não devia ter mais de 40 anos e ainda levava crianças no carro. 

Ainda hoje falamos na senhora e nos questionamos sobre se terá chegado a casa via berma ou se a brisa terá vindo dizer à senhora que a berma não é estrada e que tinha de se contentar em partilhar a estrada com os outros carros! 

Nunca se sai de casa em dia de jogo!! Nunca!





Note to myself: Nunca sair de casa em dia de jogo dos grandes!

A menos que queira perder horas na segunda circular, por causa disso venha a perder a reserva e que não consiga jantar em lado nenhum que tenha TV! Às vezes ainda me surpreendo com o quão ingénua sou!

A excitação do começo das aulas!

Ontem eram 17h e deu-me para ir ao Continente, tinha 15% de desconto e tinha o armário das coisas de senhora quase vazio e fui lá esvaziar a carteira. Mal meti o pé lá dentro arrependi-me profundamente, era só miudinhos mais os papás acabadinhos de sair das aulas para continuar a fazer as compras para o ano lectivo. Eram listas de material escolar dada pelos professores em todas as mãos e toda a gente a correr para tentar apanhar o ultimo exemplar da mochila da nova personagem da Disney.

Exprimi-me toda para apanhar dois cadernos pautados, o mais básico possíveis, e vim-me embora daquele corredor tão depressa como entrei! Já não me lembrava daquela excitação e se por lado sinto algumas saudades por outro só penso amén que essa fase já passou! Levo um caderno, uma caneta azul, outra colorida, uma lapiseira e dura-me o semestre inteiro! Até já reformei a calculadora básica que usava para as aulas de física! 

E este é o ultimo ano da minha aventura universitária. Não pretendo seguir para doutoramento agora, talvez mais tarde ou então talvez não! Só tenho planos para os próximos 3 meses depois disso... é o que vier! Sinto uma mistura de terror e de excitação. 

Reality TV | O guilty pleasure que toda a gente tenta esconder!

Eu, aqui, me confesso que costumo ver muita reality tv. Quando digo "muita" não digo muitas vezes ou sequer que siga algum programa mas sim que vejo vários, sem acompanhar. Não falo dos Secret Story e muito menos dos Love On Top porque a tv portuguesa está um nojo, Se sei alguma coisa é de ler as headlines dos blog Dioguinho mas é porque sigo o site desde o início e a secção dos comentários é de morrer a rir! Quase não há programas que valham a pena parar para ver, ou é telenovelas ou é sexo gratuito e isso não me diz nada!



Quando o tema é o TLC o caso muda de figura! Basicamente "papo tudo" especialmente à hora do lanche e quanto mais diferente da minha realidade, melhor! (Excepto a honey boo boo que é quase o diabo na terra mais aquele nojo de família!)  Desde o Jim Bob e a Michelle (19 Kids and Counting), passando pelos Amish e não esquecendo as Sisters Wife. Embora o meu preferido seja o Say Yes to the Dress.

Acho graça primeiro à facilidade em que os americanos tem em fazer um reality show de tudo e mais alguma coisa e as pessoas prestarem-se a isso. O que me cativa mais nem é propriamente a história em si mas olhar para as diferenças e pensar no que leva esse tipo de pessoas a viver o tipo de vida que levam. 

Por exemplo, nas Sisters Wife há um marido, 4 esposas e 17 filhos. Fascina-me imenso tentar descobrir o que leva 4 mulheres a sujeitarem-se a ter um casamento plural. Claramente não é a educação porque nem todas as mulheres vem de famílias plurais e nem todos os filhos querem ter famílias polígamas. A religião que eles professam nem sequer os obriga a optar por este estilo de vida. É interessante ver como funcionam as obrigações familiares. Estas questões são tão mais interessantes do que propriamente saber sobre o que eles fazem no dia à dia. 

Eu fui à pica e detestei

(Yep eu tenho 22 anos e ainda chamo a vacina de pica! É mais fofinho.)




Aos 11 a minha mãe disse "Esta é a tua ultima pica, agora só aos 21/22" e eu ingénua acreditei achando que 10 anos passavam à velocidade duma tartaruga e que ia ser super feliz sem pica à vista. Mal sabia eu que eles haviam de inventar a Vacina do Cancro do Colo do Útero e lá teria eu de rumar mais 3 vezes à pica.  

Voltando ao tétano, o que tem de ser tem muita força e lá fui eu ao centro de saúde para levar com um valente não na cara: agora as picas marcam-se! O computador tem vários slot de x tempo reservados e basicamente escolhe random quando é que temos a nossa pica marcada com a enfermeira de família (fancy!). Uma valente bosta! Ora nem o raio da hora podemos escolher apenas o dia.

Pica marcada, e no dia lá fui eu nada contente à recepção dizer que estava pronta para a dita pica. Disseram-me "vamos já notificar a enfermeira de família, suba para o piso x" e eu até fiquei bem impressionada, eficientes! 

Infelizmente o bom humor não reinou durante muito tempo. Hora e meia de espera para uma pica marcada, depois de falar com 3 enfermeiras e uma senhora da limpeza que me garantiram que a enfermeira sabia de mim e que estava noutro piso a atender um doente urgente vim a descobrir que a enfermeira estava noutro piso, nunca soube que eu existia e estava alegremente a atender os senhoras das 16h30. 

E ainda levei um raspanete da senhora da limpeza por estar no sitio errado quando perguntei vinte mil vezes qual era a sala e o piso. 

Eu adoro o serviço nacional de saúde! Tudo funciona bem e os recursos estão a ser bem usados e o dinheiro publico altamente bem aplicado. SQN. 

E assim eu era feliz!

One Style Box OL5723IC52L

Este relógio é a minha cara, já os 179€ de P.V.P nem tanto. Para ser perfeito só falta ser em prateado! 

40º lá fora




Estão 40 graus lá fora e já começam a nascer os míticos posts das tendências "Outono/Inverno 2017". Vamos lá ter calma que eu só de pensar em sobretudos, botas e cardigans me dá vontade de cortar os pulsos.
Dizem que quinta a temperatura vai baixar portanto vamos ter fé! Eu apesar do tostanço não me farto do tempo quentinho mas mais de 32 graus e já começo a não achar graça nenhuma à coisa! 

Precisei de uns dias para mim!

Precisei de tirar uns dias para mim e só para mim. Ignorei que tinha a tese a fazer, dormi imenso e fiz uma maratona de séries. Aproveitei que tinha o meu namorado ocupado no emprego e simplesmente fechei-me em casa em retiro de "limpar a mente para o novo ano lectivo", até custa dizer "novo ano lectivo", até doí pensar que vai começar tudo de novo. Nem tive particularmente paciência para o blog, não quero dizer que não haja vontade para escrever porque estaria a mentir mas sinto um imenso bloqueio de ideias. Está demasiada coisa a acontecer e não coisas que mereçam a pena partilhar. 
Mas tenho imensas saudades deste mundo!