Não confundam!

27.4.15

Admiro a capacidade das pessoas confundirem sinceridade com maldade. 

O mal da sociedade é ficarmos pelo politicamente correcto e não dizer-mos aquilo que realmente pensávamos. Já pensaram quão mais fácil seria se tudo aquilo que a pessoa dissesse fosse com honestidade? Não confundido honestidade com brutalidade e maldade. Podemos não gostar mas não temos de ofender porque quando se é sincero e justo não há como levar a mal. Prefiro mil vezes  que me digam as coisas na cara do que por detrás doa o que doer, só assim é uma amizade a sério. Se eu tiver de dizer algo, ai podem crer que digo! 

Detesto aquelas boca do "ai que má!!" logo de seguida respondidas com um "Mas não é verdade?!" meu. E quase sempre obtenho um "Sim, é verdade mas...". Comigo não há mas... ou é ou não é! Por isso é que tenho maioritariamente amigos a amigas. Parece que o mundo feminino ainda não atingiu esse estágio. Está muito preso ao mentir só porque fica bem!

You Might Also Like

10 comentários

  1. Os homens lidam melhor com a sinceridade na amizade..

    ResponderEliminar
  2. Concordo, desde que esses comentários sejam construtivos e não destrutivos. Algumas pessoas gostam muito de ser senhoras da razão e de "serem sinceras", mas no fundo são apenas maldosas, porque em vez de dizerem algo com pés e cabeça, só sabem dizer mal «Assim é uma merda, não vais a lado nenhum...»

    ResponderEliminar
  3. Já perdi a conta às vezes que já ouvi "não és nada sensível" ou "tu és tão má!" simplesmente porque digo e pronto. Claro que há uma enorme e óbvia diferença entre dizer o que achamos ou a suposta verdade e sermos brutos e mal educados, coisa que não é o caso nem me parece que seja o teu. As pessoas estão habituadas a paninhos quentes e depois confundem ser-se sensível com não dizer o que se pensa. E acaba sempre por vir a história do "é verdade, mas..." seeempre!

    ResponderEliminar
  4. É exactamente assim como dizes, porque gosto de ser sincera e dizer o que penso. A "maldade" que vêem nisso é que as pessoas preferem ser falsas e passarem por boazinhas ao invés de dizerem o que realmente pensam.

    ResponderEliminar
  5. Mas também temos de saber dizer as coisas sem ofender. Eu tinha uma colega que se dizia muito honesta, mas em vez de um "olha, essa camisola não te fica bem", dizia "essa camisola fica-te mesmo mal, já viste que ficas com as banhas todas de fora?"
    Não é preciso ser má, para ser sincera e muita gente não sabe distinguir isso.

    ResponderEliminar
  6. Eu só digo coisas negativas se achar importante para a outra pessoa ouvi-las e quando o faço, tento ser sempre o mais meiga possível. Evito criticar os meus amigos porque acho que não tenho o direito de andar sempre a mandar à cara dos outros aquilo que fazem mal. Apesar disso, sou a favor de que ser directo é a melhor opção, faz-me confusão que as pessoas queiram uma coisa e digam outra ou que se sintam incomodados e passem a vida a dizer mal de algo mas que não digam nada à pessoa a quem importava explicar que não estavam a gostar da atitude.
    A verdade é que a maioria das pessoas tem a mania de ser mal educada e rude e depois mascarar isso com a desculpa da sinceridade...é das coisas que mais me irrita.

    ResponderEliminar
  7. Concordo que devemos ser honestos e dizer o que pensamos, mas tal como a Indigo disse, a maior parte das vezes que oiço as pessoas a "serem sinceras" é apenas para deitar os outros abaixo, até porque são muito sinceras e boas a ver o que é mau, parece até que só procuram isso e não dão qualquer valor ao que é bom, aliás quando as coisas são boas ainda arranjam motivos para não serem, isto não é ser honesto e sincero, é ser mesquinho e invejoso. Já para não falar quando as pessoas dizem que são sinceras mas na verdade são mal educadas e mandam bocas para o ar
    Não sei se é o teu caso, mas as supostas pessoas sinceras que conheço são assim, se não for parabéns, nem toda a gente tem essa capacidade

    ResponderEliminar