Detalhes da compra do carro (Resposta à Bárbara)

17.8.14
A Bárbara deixou este comentário "Agradecia imenso que fizesses um post a relatar a experiência de compra. Também preciso comprar um carro, e tem obrigatoriamente de ser usado, e gostaria de ler opiniões. Obrigada, bom domingo!!!" E confesso que já tinha tido esta ideia porque quando quis comprar o meu não tinha informação nenhuma.




Eu era uma iludida da vida porque todos os meus amigos que compravam carros optavam por chassos ou por carros novos. E mesmo podendo comprar um novo, ainda estou no inicio e ainda estou meia azelha e não me apetecia espatifar um carro que custasse 10 mil euros ou mais. Não fazia a menor ideia do que poderia ter com o dinheiro que tinha guardado.

Comecei por falar com o mecânico da familia e falar-lhe das minhas necessidades e do que poderia precisar num carro. Ele aconselhou-me logo os C1, peugeot 107... pois tinham um motor toyota e acaba por ter uma qualidade bastante agradável para o tipo de carro que são. 

Os meus requisitos mínimos era um carro pequenino, sem mocadas, com menos de 120mil km, menos de 5mil euros, menos de 8 anos, ar condicionado... Um carro que me acompanha-se nesta etapa universitária. Um carrinho para ir e vir para a faculdade, poupadinho, para me dar alguma mobilidade na cidade e de fácil estacionamento.

Desde o inicio em que comecei a procurar fui mudando de objectivos. No inicio, achava que comprar online não era boa ideia (Stand Virtual) que poderia ser facilmente enganada e que queria era stands porque tinha a certeza que havia mais qualidade. Não podia estar mais enganada!! Os stands não estão interessados nos carros que eu procurava. Eles gostam é de carros com menos de 3 anos, menos de 40 mil kms e a mais, bem mais, de 5 mil euros...

Acabei também por me render ao Stand virtual que também está dividido entre profissionais e proprietários. Tinha a falsa ideia de que poderia encontrar nos profissionais algo mais em conta do que nos stands presenciais. Não podia estar mais enganada... mais do mesmo. Finalmente rendi-me, muito relutante, aos proprietários.  Encontrei alguns carros interessantes... É incrível como os anúncios estão pouquíssimo tempo no site. Acabei por ver alguns C1 e Peugeot 107 que me interessaram e fiz uma lista de preferência.

Acabei por apenas marcar encontro com os donos para ver 2! O primeiro estava maravilhoso de motor, sem andar nada, novíssimo mas todo cheio de mocadas que não apareciam no site. E eu não estava nada com vontade de dar mais de 5 mil euros por um carro todo espatifado e com 4 anos e tal...
Acabei por combinar com o antigo dono do meu carro e assim que vi o carro apaixonei-me. As pessoas pareciam de confiança e via-se a léguas. o verdadeiro motivo da venda do carro (A esposa do senhor estava a explodir de grávida e o porta bagagens não aguentava as tralhas dum bebé). Ter confiança em quem nos vai vender o carro é tudo.

Por via das duvidas, marcamos um encontro com o meu mecânico para ver o estado do carro e só assim tivemos o avalo para o comprar. Sabendo tudo o que poderia ser necessário ser mudado. Muita das vezes nem os próprios donos sabem realmente o que se passa com os carros e esta é uma maneira de diminuir o preço estipulado.

Outra dica é ir ao stand virtual meter os dados do carro que estamos interessados e ver o preço sugerido. Muitas vezes acontece ver carros muuuuuito baratos em que uma pessoa fica de pé atrás bem como extremamente caros. Interessa saber os motivos de tudo. 

Este género de carros parece-me muito agradável para primeiro carro, para alguém que faça muitas viagens de trabalho-casa e que não necessite de um grande porta bagagens. E não são tão caros como os VW, clios... da mesma idade. 

Eu não sei se ajudei Bárbara mas se tiveres alguma outra duvida manda-me um mail que terei todo o prazer em responder: omundodella@gmail.com

You Might Also Like

8 comentários

  1. Gostei. Então aconselhas ver os anúncios de carros na Internet em sites como o da standvirtual?

    ResponderEliminar
  2. De certeza que ajudaste. A mim ajudaste, quando quiser comprar um carro já sei. (:
    kiss na cheek

    ResponderEliminar
  3. Obrigada por este post, sem dúvida que o vou ter em conta quando chegar a minha vez de comprar um carro!
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  4. Eu levo estes conselhos para futuramente :)

    ResponderEliminar
  5. Eu para já ainda não preciso de pensar em carros mas o post pareceu-me útil para quem está na mesma situação da rapariga que comentou.

    ResponderEliminar
  6. Eu tenho um Fiat Punto já com bastantes anos, era do meu avó e concordo contigo, se tirarte a pouco tempo a carta é optimo começar com um mais antigo, não vale a pena termos logo um novo nas maos e estragar logo (não falo em bater), mas sem relativamente à caixa, travões etc, pois quem começa tem tendência para danificar estas partes devido ao esforça e ainda nao termos pratica. Eu tenho este carro vai fazer um ano (carta à 2 e meio) e não quero mudar tao rapido, eu amo o carro e quanto mais tempo aguentar melhor :)
    Beijinhos e boa sorte para teu novo"popo" xD

    ResponderEliminar
  7. R: eu não pego em carro de gasolina, tenho carta à 2 anos e meio e simplesmente nao consigo, bem tento pois o do meu avo materno é a gasolina, mas nao consigo, vai sempre a baixo e sim o barulho é horrivel, parece que esta a arranhar o carro todo e nao consigo, dá comigo em doida. Felizmente o meu é a gasóleo ;D
    Mas sim, acredito que com a pratica vais lá, o carro da minha melhor amiga é a gasolina e no inicio ela estranhou bastante, mas depois habituou-se.

    ResponderEliminar