Desespero

28.8.14



Quem me acompanha no Instagram sabe sempre por onde ando e na terça passada estive para os lados de Fátima, também eu a cumprir promessas antigas... Quem já me lê a algum tempo conhece qual a minha fé e como me relaciono com a igreja. Não é uma relação linear e sinceramente sinto-me desiludida, portanto quando tenho algo prometido evito promete-lo em algo que envolva a igreja. Cá em casa nem todos são assim portanto lá formos nós... 

Não gosto muito de ir à capelinha das aparições, acho o ambiente pesado demais e sinto-me sempre incomodada com o numero de pessoas que se rasteja à volta da igreja. Não censuro, longe disso... mas fico sempre a pensar o quão desesperadas deverão estar aquelas pessoas para fazerem aquilo a ela próprias. Vi uma senhora que deu tantas voltas mas tantas voltas com um bebé recém nascido ao colo que me deu mesmo um aperto no peito. 

Faz-me uma certa confusão que as pessoas da igreja acreditem no Deus castigador, quando para mim isso não faz o menor sentido. Uma dessas senhoras disse-nos que neste anos todos a vender em fatima só encontrava pessoas a pedir e que não compreendia porque as pessoas não ofereciam a sua dor e sofrimento a Deus. Juro-vos que me faz mesmo confusão? Que tipo de Deus é este que eles acreditam que precisa de nós ver sofrer? Mas lá está... eu devo ser mesmo diferente de tudo o que se diz católico. Logo eu que fiz um crisma convicta e agora ando tão desligada...

You Might Also Like

5 comentários

  1. Sou exactamente como tu em termos de percurso religioso e de crenças. Não consigo acreditar num Deus castigador e afasto-me da igreja porque recuso-me a ir para ambientes pesados, de intrigas e cheios de moralismos.

    ResponderEliminar
  2. r: É La Chatte à Maman o tipo de letra, ainda bem que gostaste :D

    ResponderEliminar
  3. Adorei! Sem dúvida uma verdade!

    http://owlonmarsz.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Eu não sou nada religiosa, nada mesmo, mas adorei a imagem, mesmo muito!

    ResponderEliminar
  5. A religião tb é um assunto delicado. Tb não tenho nada contra esse tipo de promessas, mas tb não acredito que Deus nos queira sofrimento. Realmente nunca tinha pensado nisso, mas é preciso estar mesmo em desespero para cumprir promessas como essa e muitas outras. É a fé suponho.

    ResponderEliminar