Da minha educação...

14.4.14

Eu ainda sou do tempo em que se educavam as crianças com uma palmada no rabo. 
Levei algumas e não me fizeram mal nenhum. Continuo uma pessoa saudável, não traumatizada e a respeitar e amar os meus pais e avós.
Esta noção de que uma palmada bem dada no rabo quando a criança faz algo mal é anti pedagógico está a dar bons resultados, está. Por isso é que não respeito por nada nem por ninguém. 

You Might Also Like

19 comentários

  1. Também levei algumas e não me fizeram mal nenhum. Concordo contigo *

    ResponderEliminar
  2. Partilho a tua opinião. Sempre se ouviu dizer que uma palmada faz tão bem como a sopa e antigamente não havia o drama que hoje há acerca disso. Atualmente, se se sabe que um pai bateu num filho começam logo comentários reprovadores e acusações de maus tratos a crianças. E eu questiono-me "Como é que uma criança sabe que fez mal se não é punida?". Como é óbvio não defendo que se deve começar a bater nos miúdos a torto e a direito! Uma palmada na boca quando mordem (sim, há miúdos que são quase canibais), uma na mão quando mexem em algo que não devem ou no rabo quando o comportamento efetivamente o justifica, não faz mal. Isto porque muitas vezes recambiá-los de castigo para o quarto não resolve nada.

    ResponderEliminar
  3. Eu levei umas e olha que mal também não me fizeram

    ResponderEliminar
  4. Concordo plenamente contigo. Também levei algumas e agora que penso, não me fizeram mal nenhum

    ResponderEliminar
  5. Concordo plenamente contigo.
    Agora é perfeitamente normal ver um "piolho" a virar-se para uma pessoa bem mais velha. Antes respeitava-se e até se temia os mais velhos.

    ResponderEliminar
  6. Não consigo concordar. Primeiro porque, tal como tu, também falo pela experiência própria e nunca me deram palmadas no rabo. Nunca me bateram para me chamar a atenção de alguma atitude abusada minha e, garanto-te, não andava por aí feita devassa nem o sou agora.
    Ainda agora com o meu primo pequenino, também ninguém adoptou a palmada e é das crianças mais moderadas e bem-educadas que já conheci.

    A educação, o respeito e a moderação não se podem concentrar se dás uma palmada cada vez que pisam essa linha ou não. Está na forma como vais chamar a atenção. Se não o conseguires fazer por outra forma que não a palmada, então é óbvio que os miúdos vão partir tudo se não lhes deres umas boas palmadas no rabo. E é perfeitamente contornável.

    Falo por mim e falo por muitas pessoas que conheço. Bastava um olhar mais sentencioso da mãe e nós não mexíamos mais em nada nem saíamos da postura.
    Mas, claro, são opções e opiniões que vão variar de mãe para mãe. E não sabemos que filhos nos esperam. E será sempre um assunto controverso, não há volta a dar :)

    ResponderEliminar
  7. Concordo a 100%!
    Resposta: Ahahah, confere? Óptimo!

    ResponderEliminar
  8. Hoje em dia à muitas criancinhas e pseudo-adolescentes que mereciam uns grandes tabefes.

    ResponderEliminar
  9. Concordo plenamente. Quando tiver os meus filhos vão levar palmaditas no rabiosque na mesma :)

    ResponderEliminar
  10. Eu também levei e não me fez mal nenhum :)

    ResponderEliminar
  11. concordo ,ás vezes as crianças não percebem só com um berro...

    ResponderEliminar
  12. Concordo completamente contigo. Hoje em dia não se pode bater nas crianças, porque é feio, porque ficam traumatizadas, é violência e não sei que mais. Mas também levei umas palmadas nos momentos certos e também não me fizeram mal nenhum. Hoje em dia, as crianças são muito mais mal educadas muito graças a essa nova postura "anti-palmadas".
    Beijinho*
    http://lilirodriguespassionfruit.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  13. Tanto eu como o meu irmão levamos belas palmadas no rabo e até umas belas bofetadas na cara. Daquelas que nos fazem chorar bem e perceber que fizemos mal. Hoje tanto eu como o meu irmão somos como somos e não faltamos ao respeito aos nossos. Eu concordo com umas belas palmadas e acredito que quando tiver filhos as vou dar.

    ResponderEliminar
  14. Ora nem mais. Levei algumas sim e continuo saudável e sem traumas. Muitas vezes nem era preciso a pamada, bastava um olhar mais severo e acalmava logo :)

    ResponderEliminar
  15. Apesar de não ter levado muitas palmadas, acho que no momento certo fazem algum sentido...

    ResponderEliminar
  16. Concordo contigo a 100%. Não vai ser uma palmada que traumatiza a criança e há por aí muitas que umas palmadas bem dadas na hora certa faziam milagres.

    ResponderEliminar