Sapatos, Sapatos!!!



Quem me conhece mesmo bem (excepto o meu namorado que não liga a estas coisas) sabe o quanto eu adoro sapatos. Adoro de saltos, rasos, sandálias... Eu sou aquela rapariga que quando vai de férias leva mais pares de sapatos do que camisolas xD
Onde gosto de marcas é nestes acessórios. Sonho com uns louboutins desde que me lembro. 
Sejamos sinceros com 1,56m se não fosse com o auxilio destes amiguinhos que seria de mim....
Se bem que uso bastantes sabrinhas e sandálias. No dia em que ganhar vou comprar uma casa com um closet gigante para o encher de sapatos. Que estes 3+2 anos deixem os meus pés felizes.
Isto uma gaja é sempre uma gaja há sempre pensamentos e desejos futeis.

Classe média...



Detesto as bocas que são mandadas sobre a classe média. Supostamente vivemos à grande e à francesa, recebemos imenso de ordenados, temos a vida fácil.
Quando as pessoas se esquecem que na verdade quem hoje pertence à classe media é o pessoal que andou a marrar para ter bolsas para ter um curso superior, quem teve de adiar a sua vida toda, quem só teve filhos aos quase 30, quem saiu mas tarde de casa dos pais...
Aqui quem tem heranças é uma minoria. Aqui vive-se do ordenado do trabalho assim que este falta todas as boas condições falta também.
Incomoda-me ver que há pessoas que nos seus 20 anos resolveram mandar a escola à vida e ir trabalhar e hoje ganham pouquissimo... (infelizmente também há casos em que as pessoas queriam mas não puderam) porque se tivessem tomado outra decisão podiam estar do outro lado da ponte.
É a classe media que põem a economia a mexer porque são os pobres para terem de fazer compras no seu pais e não irem as marcas de luxo. Parece que para aqueles que são corruptos que ganham fortunas já está tudo bem. Há certos comentários na televisão que me deixam doida...

Da minha forma de falar...


Tenho um defeito enorme que advém duma grande qualidade: Ser directa. Tão fácil alguém confundir ser directa com o ser bruta... As vezes quando penso naquilo que digo até acho que quem lê/ouve aquilo que escrevo tem razão. 


A minha maneira de acreditar nas coisas.




Não sei aquilo que sabem sobre mim, mas sou uma pessoa de fé mais do que religiosa. Posso dizer que nasci e cresci numa comunidade católica fiz todos os sacramentos até ao crisma. Mas sinceramente há algo em mim que desvaloriza a religião e a igreja. Cresci numa comunidade de mente aberta com um imenso poder para se questionar mas com uma imensa fé. Aprendi que dizer que acreditamos porque sim ou porque fomos educados não faz de nós bons fieis. Aprendi que se queremos seguir uma religião temos de a questionar sempre de forma a procurarmos nela sempre um propósito. Dei catequese, estive no Vaticano e ia à missa todos os santos sábados.  Mas quando deixei de olhar apenas para o mundinho onde vivia mas sim para o global percebi que esta é tudo menos uma boa religião, é tão mesquinha como as outras. Mas não é o Deus que acreditamos que está errado, somos nós porque somos nós que criamos a religião.
A desigualdade de direitos, a imponência do Vaticano, os costumes puramente por tradição que hoje não fazem sentido nenhum. 
O homem é que criar as coisas a seu belo prazer. Dai não acreditar na bíblia e sempre o disse. Como posso acreditar num livro que tem milhares de anos, passou por toneladas de traduções, que passou pela inquisição, que foi copiada por monges copistas à luz da idade média. Como não estará a mensagem detorpada? Manipulada? As partes? E que aconteceu aos milhentos evangelhos originais? 
Não deixo de ser uma pessoa de fé, que acredita no Deus que a igreja fala mas que apenas não concorda com a forma como ele é usado. 

Aprender

Nunca vos disse mas adorava aprender viola infelizmente os meus pais nunca gostaram da ideia mas como meu rapaz diz: Nunca é tarde!! Qualquer dia dá-me na cabeça e tento... O facto de ser canhota sempre complicou as coisas.


Dar sangue




Sempre fui uma pessoa bastante sensível a esta causa e sempre achei que chegaria aos 18 e o poderia fazer. Infelizmente, estou 8 quilos abaixo do 50 necessários e terei de adiar este desejo por mais uns anos. Acho realmente que um pequeno gesto pode fazer uma gigante diferença na vida de alguém. Um dia vou poder dar sangue e fazer testes para a medula óssea.
Até lá é a vossa vez de pensarem na importância destas causas e de se chegarem à frente porque nunca saberemos até onde chegamos e todos gostamos que alguém seja generoso connosco.

Detesto!!

Detesto que abusem da minha boa vontade. Detesto quando não me falam mas assim que precisam de alguma coisa é tudo ai cheio de ai e ui's para mim... oh santa paciencia...




Nota: Meninos, desculpem não ter respondido aos vossos ultimos comentários mas tenho andado ocupadissima e em vez de responder aos comentários antigos, publiquei-os de rajada e ando a passear pelos vossos cantinhos. Desculpem :D

Eu tenho uma amiga.


Eu tenho uma amiga a quem já disse: "Eu gosto imenso de ti, acho-te uma pessoa impecável mas sinceramente não consigo aguentar a tua energia todos os dia".

Eu sou assim aquilo que acho digo, prefiro mil vezes dizer aquilo que prenso do que andar a fazer fretes com alguma coisa. Não gosto de ignorar pessoas ou descarregar nelas num dia menos bom. Gosto de por os pontos nos ii's.

Com esta amiga as coisas funcionam bem falamos sem quais problemas e quando estamos juntas é sempre super engraçado. Não tenho segredos mas também não lhe ligo todos os dias. 

Não sou aquele tipo de gaja que lhe faz mil festas pela frente mas depois por trás anda a ignorar coisas e a dizer mal dela. Detesto aquele tipo de gaja que quando estão em grupo são todas maravilhosas mas assim que uma vai embora o resto do grupo desata a dizer mal.

Mais vale não contar




Há pessoas que estão a torcer tanto para que eu falhe que todos os aspectos importantes da minha vida são ocultados. Muitas vez, mesmo depois de realizados, opto mesmo por nem nunca mencionar.
Aqui no blog faço um pouco isso, só falo concretamente duma coisa que quero depois de a concretizar. Tenho medo que dê asneira. Já tanta vez falei aqui de coisas que estava a tentar e que depois não foram a lado nenhum. Assim jogo pelo seguro e tenho conseguido mais coisas.

Dos meus gostos!!

Lembram-se deste post?!
Encontrei outro vestido que não podia ser mais a minha cara.


Adoro a forma do vestido e como sou magra é o tipo que mais se adequa ao meu corpo. Mais uma vez vos peço... Se por acaso alguém souber se por acaso souber o preço que se cale e não me destrua os sonhos, sim? 
Agradecida!!


Este menino é um David Koma Spring/summer 2011


Superou a expectativas...




Estou bastante satisfeita com os resultados do facebook do blog. Honestamente, achei que seria como o do câmara que ninguém ia ligar, comentar ou gostar mas aparentemente a coisa melhorou bastante. Imensa gente tem pagina e gosta de uma vez por outra ir ter comigo e eu até gosto disso. Eu sei que não sou a pessoa mais comentadeira mas faço um esforço. Obrigada pelo vosso.

Deles vs Delas...



Entre gajos é tudo muito mais simples... tudo o que dizem é. Com elas já não é nada assim aquilo que dizem é 10% daquilo que pensam. Com eles uma amizade é muito mais clara. Não há facadas nas costas como com as gajas. 
Não há conversas paralelas a dizer mal dos amigos como elas fazem.

Desafio | Coisas tão minhas


Meço 1.56m. Gosto de ser assim pequenina. Sou respondona. Gosto de uma boa discussão. Sou altamente convicta das minhas opiniões. Não sou facilmente influenciável. Não sou uma pessoa que toda a gente gosta. Sou bastante insegura. Detesto amarelo. Adoro andar de salto altos. Todos me gavam o meu andar porque é muito confiante, mais do que eu mesma. Tenho medo de abelhas. Já fui picada duas vezes, uma delas no rabo -.- . Já sofri de bullying. Já fui arrastada pelos cabelos ao longo do recreio todo. Tenho uma má relação com o meu irmão, ultimamente tem melhorado. Não passei na minha carta à primeira por azares mais estúpidos de sempre. Acredito que a inveja de uma certa pessoa influenciou.  Adoro conduzir. Adoro sapatos. Não consigo adormecer sem fazer xixi 3 vezes.  O pior momento do meu ultimo ano foi o que gerou os melhores momentos que já tive. Colecciono pacotes de açúcar, postais e moedas. Adorava aprender a tocar guitarra mas sou canhota e ninguém consegue ensinar-me. Uso óculos e detesto. Não consigo usar lentes de contacto. Quero fazer aos 21 anos a operação para deixar de usar óculos. Amo viajar. É o meu sonho de vida. Escolhi o meu curso pelo tipo de empregos que dá. Porque posso viajar pelo mundo e é uma área que dá dinheiro. Quero gastar esse dinheiro em mais viagens. Quero formar familia em Portugal. Gostava que ele fosse a pessoa com quem quero passar o resto dos meus dias. Nunca lhe disse isto. Sou um calhau a jogar football, alias todos os deportos de equipa. Adorava aprender danças de salão. Gostava de tirar um curso de fotografia. Gostava de tirar um curso de massagista. Sou uma chorona. Choro a ver filmes e series. Tenho a fobia mais estranha do mundo, tenho fobia a ver/ ouvir a pele a rasgar. 
Adoro metal alternativo, rock alternativo e metal sinfonico e sou bastante girly. Um dia disse: "vou deixar de roer as unhas" e simplesmente deixei. Tenho vertigens. Detesto montanhas russas. Quero aprender a falar italiano. Quero aprender a falar alemão. Nunca me embedei nem tenho vontade disso. Adoro beber. Quanto mais forte a bebida melhor. Adoro whiskey. Detesto discotecas. Adoro um bom bar. Cheguei a beber 6 cafés por dia. Acho que dormir é uma perda de tempo. Adoro dormir a manhã. Estudo bem é pela madrugada fora. Detesto vinho e cerveja. Já parti a cabeça. Tenho uma mancha de nascença na mão. Sou uma eterna insatisfeita com aquilo que faço, acho sempre que devia ter feito mais e melhor. Não gosto muito de pão. Não gosto de fruta nem de legumes. Como a sopa passada assim como a minha mãe e a minha avó, mas como-a todos os dias. Desenho mal como o caraças. Tenho uma óptima memória, mesmo optima. Não consigo usar um abre latas automatico porque sou canhota. Sou aquele tipo de amiga que pode não ir a todas as festas mas que está sempre presente quando algo corre menos bem e nos melhores momentos. Gosto imenso de voces.

Desafio apresentado pela Serena, espero que tenha gostado da minha "estupidez natural".

Quem sabe é a Marilyn!!


As vezes pergunto-me porque é que temos de duvidar de nós sempre, seremos os primeiros a dar um passo atrás quando toda a gente acha que devemos dar em frente.

Eu blogger...


Acho que quando criei o câmara não estava prepara para o "sucesso" que ele teve, sempre tive blogs pequeninos. Tem a sua graça tu chegares a um outro blog e as pessoas saberem quem és e terem uma opinião sobre ti. Como a ideia de crescer desenfreadamente nunca me passou pela cabeça nunca aceitei parcerias nem giveaways porque vi muita gente a passar de 300 para 1000 seguidores e viver apenas para manter números e views por causa de acordos mas que depois não se sentiam felizes nas suas casas.
Não estou aqui para ser conhecida, para receber dinheiro com isto ou sequer produtos. Estou aqui porque gosto de estar e porque gosto de ter voz. Gosto de saber que há gente que me ouve e que gosta do que lê. E isso faz-me, só por si, feliz.
Faz-me confusão ver a blogo a mudar. Preferia quando éramos um mundo desconhecido.

A proporcionalidade da minha criatividade.




Sempre que tenho grandes trabalhos, especialmente se exigem um lado mais criativo de mim, a minha criatividade para vos escrever roça o zero. Esta proporcionalidade inversa é horrível especialmente porque é nas fazes piores da faculdade que é preciso desanuviar. 

É como que uma regra.


Fotos de pessoas a fumar nascem como cogumelos no tumblr, a menos que o tema seja esse, é regra minha nunca publicar essas fotos. Sou do mais anti tabaco possível não vou contribuir para influenciar as criancinhas (e não só) em algo tão pouco saudavel.

Maloqueira das séries


E a mini competição com a Effy resultou na minha vitória. Então resolvi partilhar convosco o que vi, o que vejo e o que já foi cancelado mas que gostava de ver. As em exibição estão por ordem de preferência.

Em exibição 

Bones 
Castle 
NCIS: Los Angels  
Inesquecivel 
Havaii 5-0 
Once upon a time  
O mentalista  
Once upon a time in Wonderland 
Pretty Little Liars  
Switch at birth  
Revenge

Vistas

The Lying game
Lie to me
Fairly Legal
How i met your mother
The Finder
The Glades
Fringe
Da Vinci Demons
Client List
The Ghost Whisperer
Cover Affairs (Agente Dupla)
Downton Abbey
Gossip Girl (ainda a ver...)
CSI Nova iorque
CSI
CSI Miami
NCIS



E pronto estas são as dos ultimos anos, senão a lista enchia muito muito mais... algum destas voces seguem?
Eu não sou nada de Dexters e coisas parecidas...

a produtividade das aulas...

A minha faculdade não tem faltas, uma maravilha portanto. Há certas cadeiras em que a produtividade vem quando não se vai as aulas. De que me vale ir a uma aula em que o professor simplesmente mora num mundo diferente de nós e por mais esforço que façamos o conhecimento não chega. Acabamos a jogar e para isso prefiro ficar na biblioteca a estudar outra coisa qualquer e a acabar coisas para os meus deadlines.


Dos nossos defeitos

Precisamos de tempo a dois fora da rotina. Eu odeio a rotina e ele muito facilmente cai nela... é sempre bom fazer algo diferente e termos um tempinho a dois que tanto gostamos. Eu preciso tanto mas tanto deste tipo de distracções.


Porque nem sempre corre como queriamos




Eu não sou gaja de contar aqui grandes detalhes da minha, todos os desabafos são mascarados mas as vezes é preciso exterioriza-los bem claramente.
Ajudem me!! O que se quando uma pessoa (o meu irmão) perdeu completa noção do rumo da vida dele, e se encontra perdido na escola... a meu ver acho que foi chutando o problema, e agora no 10º o problema veio em grande e veio mesmo de encontro a cara dele.
Acho que ele perdeu o controlo das coisas e em vez de lutar contra isso ta cada vez a correr pior.
Ele está quase chumbado, um miudo que tem um QI altíssimo mas que acha que a escola vai tudo menos ao encontro dos objectivos dele... mas como pode ele fazer aquilo que gosta sem entrar numa faculdade ou num ensino profissional.

Tratar-te por você?



Foi educada toda a minha santa vidinha que os mais velhos trata-se por você e os mais novos por tu. Mas claro que cá em casa e as pessoas mais proximas trato por tu, incluindo a minha avó e uma ou outra amiga mais chegada dela, o mesmo com os amigos dos meus pais.
Incomoda-me que nem toda a gente tenha esta visão. Quer dizer acho normal traterem os avós por você, vá... admite-se... Agora os pais? Já acho de mais...

Quando entrei no meu básico e estive num dos grandes colégios de lisboa vi coisas que nunca pensei ver, coisas que deixam qualquer pessoa doida. Vi miudinhas de  3, 4, 5 anos a tratar as amiguinhas por você.
Não sei o que acham do assunto, a mim é algo que me complica a psique. Aqueles pequenos seres inocentes já marcados para se acharem tamanhas personagens e cheios de uma mania irritante.

Da minha ausência...

 

Estes últimos dias tem sido horríveis... mal tenho conseguido por os pés na blogo, espero que agora que esta tudo mais calmo (not) possa voltar a parar mais por estes nossos lados e responder aos desafios de algumas meninas...

Sentir o cheiro do bom tempo...


Estes ultimos dias tem-me deixado tão bem, tão feliz como só este tempo me sabe dar. Ando cheia de vida.
Perco parte de mim no inverno, esse tempo feio deixa-me meia vazia. É algo que tenho de colmatar com o tempo, ainda nem sei bem como.

As imagens que por aqui já passaram...


Eu detesto repetir imagens no blog, sei todas aquelas que já escolhi quer neste quer no outro blog. Nunca as repito (salvo raras excepções) e até mesmo dum blog para o outro não gosto de repetir! Quando as publico no tumblr tambem é rarissimo repeti-las... nunca mes esqueço.
Lembrei-me deste post por causa da imagem porque rebloguei esta imagem e senti que não me pertencia, que era a fly... ahaha realmente nunca faço post com fotos que outras meninas usam sem ser porque é sobre elas. 

Detesto




Detesto aqueles encontros em que ninguém se grama mas todos vão e todos levam o seu melhor sorriso.
Detesto quando eu tenho de ser uma dessas pessoas só porque fica bem. Não sou pessoa de fazer as coisas só porque assim deve ser, se o faço é a pedido dos meus pais.
Desgasta-me tanto psicologicamente. Nota-se logo no ambiente. Prefiro por vezes ficar a um canto à espera que as horas passem e rezando para que ninguém se lembre que vir fazer conversa de circunstancia para perto de mim.


Hoje fica assim, estou cheia de dores de cabeça ... a rebentar


Os americanos nas séries.




Hoje lembrei-me de ir ver o NCIS e o episodio que deu estava a Abby e o McGee (espero que seja assim que se escreva xD) a lidar com um programa apenas com um imagem e a teclar fervorosamente os dois no mesmo teclado...
Obviamente que quer quem esteja na área quer alguém de fora sabe logo que não se trata nada mais nada menos do que uma completa treta.
Não entendo como sendo os americanos tão picuinhas com o rigor nas séries deixarem algo tão irrealista.
Tudo o que se faz com um computador é tudo menos teclar à toa, é tudo menos acertar à primeira.

Euzinha estupida...

Se virem comentários vossos apagados por mim, desculpem!! Sou eu que sou estupida e no tablet carreguei no sitio errado... arrrghhhh

A minha vida profissional.


Esta semana foi semana de pensar no futuro profissional. 
Semana para os alunos que vão para mestrado pensar em candidaturas e semana para o pessoal do primeiro ano saber o que existe por ai e forma ideias. Gosto sempre destas feiras, gosto da saber o que anda por aqui, o que a minha área me permite fazer e que as empresas andam doidas por sangue fresco.
Fiquei com um bocadinho de mais certezas da área de mestrado que pretendo. E com a certeza que mesmo não saindo de portugal posso fazer projectos lá fora sobre os mais diversos temas. 

Quem me dera voltar lá...




Eu sei que mal tenho dado sinais de vida, eu sei... lá ando pelos instagrans. Isto quando há projectos é certinho e direitinho como nunca consigo por os pés no windows e consequentemente no blog.
Vim, basicamente, reclamar como eu gosto de fazer. Desta vez de saudades. A pipoca e o arrumadinho estão em férias, adivinhe-se onde... por onde andei este verão (budapeste, praga, bratislava...)
Uma pessoa vê aqui e começa a suspirar. Só vos digo adorei onde estive, especialmente praga... é uma cidade linda. Budapeste tambem, claro. Infelizmente não pude estar o tempo que desejava e houve muito que não visitei.

Se alguma vez tiverem a hipotece de escolher um destino para viajar, não vão apenas para as grandes capitais europeias. Há tão mais para ver e descobrir.
E tenho a certeza que se vão apaixonar por estas.

Não é nada interessante.



Gostava de ser capaz de vos contar mais coisas da minha vida mas não consigo. Também não tenho daquelas vidas interessantes. Sou uma universitária que está em casa dos pais, que não tem feito nada da vida senão estudar, que anda a sonhar em ter um carro seu e que é feliz com o namorado.
Não é nada interessante mas é a vida que tenho, é a vida que estou a tentar fazer crescer.
Até lá prefiro focar-me noutros temas a inventar uma vida que não tenho.

O bom tempo



Maravilha, finalmente o sol roubou o lugar à chuva e um calorzinho já se começa a notar. 
Já não se aguenta tar nos auditórios todos encasacos. Parece que o meu bom humor também regressou.
A minha vontade e proactividade voltaram e ainda bem porque os projectos e testes estão ai à porta. 

Aqueles dias...


Aqueles dias em que a paciência ronda o nivel zero (ou menos) e que as pessoas insistem em mandar vir connosco e não toparem um não mascarado. São umas chatas. Ah que vontade de perder a delicadeza e dizer com todas as letras que os mandar para um sitio menos bonito.

Todos aos pares...


A maioria dos meus amigos estão felizes da vida com os seus respectivos, tem complicado as nossas saídas porque duplicou o numero de gente envolvida e com restrições mas tem a sua graça.
Gosto de ver, especialmente os meus meninos, a passear as suas damas e todos preocupados, cavalheiros e felizes. Acho mesmo fofo. Especialmente quem acho que realmente merecia ser feliz e que andava a levar tampas de pessoas que não valiam a pena. 

Da democracia.


Detesto ver que as pessoas se esquecem da sorte que temos. Tudo bem que vivemos em crise e que somos mal governados mas temos a sorte de poder dizer isso abertamente. Se eu poder ter teste este cantinho onde posso dizer tudo sem me mandarem calar ou riscarem as partes que consideram inapropriadas. Somos novos, esquecemos-nos que nada do que temos é garantido. Que tivemos de lutar pela nossa voz enquanto cidadãos, que nós mulheres tivemos de lutar para ter a mesma voz que os homens. Custa-me ver que ninguém se lembra que isto não foi sempre cor de rosa.

Custa-me ver que deitam tudo o que foi conseguido à rua. Como mulher, cidadã, portuguesa é com pena que vejo todos os valores que tanto lutamos serem desvalorizados.

As estatisticas do blog


Obviamente que me importo com o alcance que este meu cantinho tem e claro que o quero ir fazendo crescer. Sou claramente uma pessoa que prefere comentários as views. Não sei, gosto de saber que mesmo tendo apenas 50 views me deixaram 20 comentários... do que ter 400 views e apenas ter 20 comentários. 
Prefiro que quem cá passa, passe todos os dias mesmo que sejam menos pessoas. 
Gosto de saber que mesmo não pondo cá os pés porque a faculdade não deixa, há 100 cliques para ver se eu estou viva ou nem por isso.
Gosto de passar o máximo de vezes pelos vossos cantinhos e deixar sempre uma palavrinha, por mais pequena que seja. 

Amigos.


Um grande amigo meu passou uma fase menos boa na faculdade, obviamente que tive que ir lá dar-lhe na cabeça por se estar a afastar dos objectivos que eu sei que ele tem. Ando super contente com ele porque finalmente recuperou o entusiasmo,  esforçou-se e esta a obter resultados. Eu sei o que é perder o foco, duvidar de nós e é sempre bom ter alguém ali ao nosso lado que não nos deixa ir abaixo e que fica ali a torcer por nós. 
Esforço-me sempre por dar aqueles que gosto aquilo que eu também gosto de receber.

Este tipo de Pessoas


Detesto o tipo de pessoas que chega a um sitio e simplesmente "caga" nos outros como se tivesse mais puder do que o que tem, e fica todo ofendido quando alguém lhe diz que aqui não manda nada.

A importância da confiança


Não há nada mais importante do que a confiança qualquer relação seja ela de que nível não é nada sem a confiança. É essa confiança que nos permite aproveitar as coisas sem estar sempre de pé atrás.
Não abdico dela, é sagrada. Acho que nada faz sentido a partir do momento que esta se quebra.
Não perdoo tudo assim só porque sim, preciso de provas e só mesmo se achar que a pessoa vale a pena.
Deixei muitas amizades ir pelo cano abaixo por causa disto mesmo, porque as pessoas não fizeram esforço nenhum logo não mereceram uma segunda oportunidade. Gosto de me rodear de pessoas, mesmo que poucas, que sei que independentemente de tudo estarão lá sempre para mim e eu para elas, sempre!

Eu adoro ser mulher...


Obrigada aquelas que lutaram para que hoje eu adore ter nascido mulher e puder fazer tudo aquilo que os homens fazem. Obrigada pela quase igualdade que vivemos, agora é a nos que nos cabe fazer a diferença.
Sinto-me orgulhosa quando vejo cada vez mais mulheres em áreas que são ditas só de homens.

Com todas as complicações que temos e mesmo com uma semana por mês em que sofremos que nem umas bestas, somos fantásticas. 

Feliz dia internacional da Mulher :D

Com a chegada dos 20...


Estou a chegar aos 20, estou a meio da minha licenciatura e mais tarde ou mais cedo vai começar a aparecer estágios e/ou trabalho. Este verão gostava de arranjar um part time qualquer coisa simples como recepcionista ou numa loja. (talvez esteja a ambicionar demais mas queria realmente algo que me desse algum currículo mesmo que não na área). Acho que esta é a altura certa para deitar fora tudo aquilo que tenho de menina que já não uso e introduzir peças mais a sério para estas ocasiões em que é preciso algo mais "adulto". A primeira paragem está destinado ser nos outlets para comprar coisas clássicas que nunca saem de moda  como sapatos, casacos, malas... Veremos o que se segue... Depois Istagramo o que comprar :D

Um habito tão português.


Adoro uma boa refeição de amigos, um habito tão portugues unir corações a uma mesa. Parece que a conversa flui mais do que noutro sitios. Gosto de fazer bons jantares para amigos, gosto de toda a gente a ajudar na cozinha, a por a mesa e no final comer uma refeição memorável com quem mais gosta.

 Tumblr 

Se há coisa que aprendi




Se há coisas que aprendi foi a respeitar o poder da inveja quando uma coisa é verdadeiramente importante para mim manter a boca fechada é a única forma de o conseguir. Não é superstição, é apenas saber que as pessoas sempre terão inveja de algo que somos ou fazemos e mesmo que não o façam propositadamente invadem a nossa vida de uma má energias que não é nossa.

Vamos colecionar pessoas.



Dizem que a culpa é da "crise" mas a mim parece-me que abusam da palavra para justificar tudo aquilo que fazem para não serem questionados sobre aquilo que realmente estão a fazer. Detesto que o mercado de trabalho se esqueça que não somos postais e que não nos podem coleccionar. 

Coleccionar pessoas é o nome daquilo que eles chamam a empregar alguem, que metem como um postal num álbum apertadinho e encavalitado noutro postal, sem grandes condições mas esperam milagres. 
Sempre com a mesma desculpa: "estamos em crise, não podes exigir demais já tens sorte em teres um sitio para trabalhar". Mesmo que essa mesma desculpa sirva para explorar uma pessoa até não poder mais. Fazer mais do que o ser humano aguenta e fazer um trabalho que devia ser feito por mais duas pessoas a receber um ordenado minúsculo. Fica a consolação que somos herois, dizem eles.

Aquele momento wtf?

Aquele momento wtf em que chego à sala e vejo a minha mãe no E! a ver o Keeping up with the Kardashians. O que me ri quando ela se virou para mim e disse: 

"Senta-te aqui, este programa é mesmo giro. Tem paisagens incríveis!"

Claramente paisagens incríveis é a designação perfeita deste programa.
Eu que até gosto do E! mas ele tem uns realty shows um bocado parvos. 


Os dois batráquios fofos



Tinha a esperança que o meu rapaz que geralmente é um bom aluno me desse umas luzes e ajudasse a sua pobre namorada que está num grupo pouco activo. Não podia estar mais enganada!! O meu rapaz delegou os trabalhos dessa cadeira  aos colegas de grupo (que são basicamente uns Bugattis da cadeira).
Que lindo batráquio aquele moço me saiu e eu idem! Ri-me tanto quando lhe chamei batráquio e ele não entendeu o que era.

Resumindo: Estou lixada! Vou começar a pedinchar ajuda aos colegas dele masé!



As minhas moças tecnológicas.


A minha avó e a minha madrinha (que já é uma pessoa idosa) andam umas ases com as tecnologias. Cada um domina a sua, a minha avó é computadores e a minha madrinhas telemóveis. Divirto-me tanto com elas. A minha avó ainda não descobriu a Internet ai é que vai ser giro!! Mas já lá anda toda contente a ver fotografias, digitaliza-las, usar o word... A minha madrinha é a mestra das sms's e está sempre a tentar ver qual é a próxima funcionalidade do telemóvel. As vezes recebo sms e fotos dos sítios por onde ela. 
Gosto tanto de ver as minhas meninas todas tecnológicas.

Eu ainda vou mudar...



Tenho pouquissima confiança nos trabalhos que faço. Preciso sempre de ter a certeza que não tem falhas. Fico sempre a pensar que podia ser melhor, que não está nada de especial e que não vão gostar. 
Muitas das vezes engano-me e realmente até fiz um trabalho decente, mas fico sempre de pé atrás.
É uma necessidade de aprovação ou falta de confiança ou falta de conhecimento das minhas potencialidades. Eu detesto ser assim.

Das coisas que me acontecem



Nem vos digo nada. Era suposto estas as 11h numa aula super importante. 
Meto mal o despertador e acordo por mim eram 10h50. Nem vos digo nada só com o belo ataque de nervos que me deu. Nunca me tinha vestido tão depressa. A sorte é a faculdade ser perto e ter ido de carro. Eram 11h15 estava eu a entrar pela porta da sala. Quando me sentei é que consegui recomeçar a respirar.