Reflexões duma Universitária: O meu curso.


Deixo aqui uma pequeno (grande) texto sobre os cursos da area que estou a tirar e tudo o que tenho feito. Inspirado em : VIDA ACADÉMICA | Primeiro Semestre na Licenciatura de Turismo

O meu blog foi criado para marcar esta, já não tão nova, fase que estou a viver: A vida duma universitária que está num curso de homens. Não quero dizer o nome do meu curso por questões óbvias mas quero com este texto desmistificar alguns mitos sobre os cursos de engenharia especialmente ligados aos das tecnologias como: Electrónica, Electrotecnia, Informática, Telecomunicações... 

Acho que aqui estou em vantagem porque fiz uma mudança de curso. 
Já o disse varias vezes mas estou no meu curso por necessidade e não por realmente gostar apesar de com o tempo ter aprendido a ver os seus encantos.

Ao longo deste tipo de cursos nos somos bombardeados com todas as mais diversas programações, sobre o computador em si e o que realmente está acontecer lá dentro para as coisas sairem tão bem. Realmente os primeiros anos são os mais teóricos... em que aprendemos desde como os 0 e 1 fazem algo mexer-se, aprendemos a funcionar com hardware (sim ligar cabinhos e através de calculo ver luzinhas a piscar... e isso dar num contador, num subtractor, por diversos impulsos), temos as físicas que pelo menos para mim foram o cabo dos trabalhos... Não se pode esquecer as programações (java,c, linguagens da web).
É um pequeno cheirinho de tudo aquilo que fiz ao longo de ano e meio.

Mas acho que o que realmente importa é o que realmente uma pessoa com este tipo de licenciatura faz. Basicamente tudo. Isto é uma porta de entrada para qualquer área. Podemos estar ligados à saude por sequenciação de DNA ou assim, ligados as artes através da modelação, ligados as comunicações, ligados à gestão, podemos ser programadores, estar ligado à fisica, podemos ir trabalhar para qualquer grande empresa porque tempos vinte mil cursos dentro do nosso. E mil e um mestrados que podemos escolher.  


Incompatibilidades da vida...


O meu gosto e a minha conta bancaria então numa relação conflituosa. 
Há certas incompatibilidades na vida e parece-me que a destes dois tão cedo não se resolve.

Olha olha!!


Olha olha quem tambem é canhota como eu!! Claramente é o destino a dizer que eu ainda vou ser farta de gira como ela é.
Ou então talvez não mas não custa sonhar, neh?

Desleixos da faculdade


Nunca fiz exercício na vida, excepto as aulas de educação física. Sempre tive uma barriga de meter inveja e uma pernas com algum músculo o que até ficava bastante bem. Desde que entrei na faculdade deixei simplesmente de fazer alguma coisa pelo meu corpo. Admitamos, a minha barriga é óptima e não precisa de nada logo nem perco tempo com isso mas o meu bumbum e o as minhas pernas já tiveram mais rijinhos. Está-me a custar bastante, tenho de recupera-los!

Let's be honest




Assusta-me o evoluir no curso de ainda não ter visto nenhum estagio em algo realmente me cative...
Vejo imensa gente já com planos e caminhos para percorrer e eu ainda estou a nadar na maionese.
Estou a ficar assustada, as vezes não sei se fiz a escolha certa.
Parece-me que vou ter de continuar, alguma coisa há-de aparecer... ou então terei de ser eu a mudar.


Falta de profissionalismo.

Nada me irrita mais do que a falta de profissionalismo. Acho que quando pessoas trabalham juntas quer seja em trabalho, faculdade... qualquer grupo, deve procurar ser exemplar no seu trabalho.
Detesto coisas mal feitas. Não me irrita a incapacidade, mas sim quando sabendo que a pessoa é capaz e no final só revela imaturidade, desleixo e falta de empenho.
Se nos propomos a um desafio há que dar o nosso melhor caso contrário mais vale não o aceitar... Assim sempre sabemos com o que contamos, não?


Confiança da idade...


Acho que coincidiu com a minha entrada na faculdade consequente melhoria da minha independência.
Não se calhar em termos de horas, de lugares mas sim de poder de decisão. 
Actualmente, e vivendo em casa dos meus pais, sinto que me dão liberdade para escolher o meu caminho, sem grandes perguntas ou imposições. Sinto que tenho feito tudo para merecer essa confiança e que, eles não se tem sentido desiludidos por me darem os recursos que me dão (como casa e o curso) pois sabem que o valorizo e faço escolhas conscientes. Acho, sinceramente, que me tenho tornado uma pessoa mais confiante, mais madura mais senhora de si e capaz de se virar em qualquer situação. 
E parece que quanto mais seguros das nossas capacidades melhor pessoas nos tornamos e isso reflecte-se na imagem que mostramos aos outros.


Tenho de tratar dele...


Acho que já tentei de tudo e estas pontas espigadas só tem piorado... parece-me que tenho de arranjar um tempinho para leva-las à tesoura.

Praxe | Simples opinião de quem optou não trajar...

Acho que já se torna um cliché falar deste assunto, afinal aos anos que ele é debatido. Como tudo tem de vir uma "desgraça" para qualquer assunto vir à baila. 
Fazendo um pequeno briefing da minha vida académica:

  • Na minha universidade é típico a Praxe.
  • Fui lá uma vez ou outra mas a coisa não é a minha onda.
  • Disse alegremente que não queria ser praxada e NUNCA fui menosprezada por isso.
  • Não tinha intenção de praxar logo trajar não era um objectivo.
  • Na minha faculdade não existe esta violência gratuita. 

Dito isto, parece-me que a campanha sensacionalista feita não faz qualquer sentido ser generalizada. 

Sinceramente, e aqui estou a dar a minha opinião pessoal e a forma com que encaro isto... tendo amigos em ambos os lados do tema e em varias universidades distintas. 
Eu não gostei de ser praxada, não me fez mais feliz, não me fez mais mulher, não me fez mais nada. Apenas passei uma tarde diferente. 

Acho que todos temos o direito que dizer não quando sentimos que estamos a ser abusados, mas ai, acho que a culpa é da ideia idiota que muitos caloiros tem que é... ser universitário é usar o traje participar na vida académica, nas festas e nas cerimonias oficiais, sujeitando-se a tudo.

Ser universitário é lutar por uma licenciatura, é fazer valer o dinheiro que investem em nos...
Ser universitário é orgulharmos-nos da instituição que representamos e é fazê-la orgulhar-se de nos...
Se, depois destes pontos cumpridos podemos andar ai como queremos a gritar aos pardais que somos bestas, que gostamos de levar no cu e mil e uma asneiras.

Posso dizer com toda a certeza que me considero uma universitária melhor que muitos trajados como posso dizer que muitos trajados honram a capa que usam... Não se trata de ser branco ou negro nem da quantidade de álcool no sangue. 

Quanto os rapazes e raparigas que foram arrastados por uma onda no meco. Foram 6 adultos inconscientes que não viram que havia um alerta nacional e que desafiaram o poder do mar. Gente que independentemente de serem trajados, caloiros, calceteiros, professores ou qualquer outra coisa... podiam ter dito não porque ninguém morre porque um dux ordenou... Porque também há outros anormais (que felizmente tiveram mais sorte) e que vieram postar videos no you tube do mar e quase que eram engolidos por ele.



Emprego, procura-se!


Acho que cheguei aquele ponto da minha vida onde faz falta fazer algo util, ter algum dinheiro e poder po-lo de lado para aquilo que quero fazer. Não me parece que termine o curso tão cedo... especialmente por ainda ter o mestrado à frente. E até lá não queria ter nada serio mas algo a encher a pagina em branco do currículo dava jeito. 
Nem sei... um estágio, um emprego numa loja qualquer coisa já me deixava feliz. Especialmente no verão. 
Não sei como a vida se vai proporcionar mas é algo do qual não queria desistir. Ando de olhos abertos a ver o que se me cruza com a vista.

Desilude-me


Tu conheces durante anos uma pessoas, acreditas que a conheces... e, de repente, parece que não era a amizade que pensavas porque ela não era a pessoa que pensavas.
Incrível a capacidade que as pessoas tem de nos desiludir.


Resumo das proximas semanas


Estudar...estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar... estudar...


Parece um bom plano, não?
Vamos lá masé passar a estas cadeiras e acabar o semestre em grande.

Estudar = Chocolate


É-me humanamente impossível fazer uma época de exames sem encher a despensa de chocolates e os empanturrar todos.
É, certamente, a coisa mais parecida com motivação numa caixa.
Chocolate faz qualquer pessoa feliz especialmente nos momentos difíceis. 
Falo por mim sou capaz de passar meses sem tocar em chocolates mas assim que os exames apertam... fico vitalmente a precisar deles.

Define-me!


Incrível como estas frases tem a capacidade de definir a minha personalidade. 
Aquele lado mais oculto aquele que não gosto de mostrar mas que no final de contas é essencial à minha sobrevivência e ao meu amor próprio. Não sou o tipo de pessoa de deixar as coisas passar em branco.
Não sou uma má pessoa, acho mesmo o contrario disso, mas já lá vai o tempo em que guardava para mim e as coisas me faziam sofrer.

A precisar de desanuviar.


O que não dava só pela hipótese de poder sair uns dias daqui e acordar num sitio assim.
E fazer para lá de bem, estou a precisar de carregar baterias para enfrentar os próximos tempos

O que leva uma pessoa a mudar?


Faz-me especialmente confusão olhar para esta rapariga assim...
Uma pessoa é bonita, tem uma vida, está para casar... e de repente muda tudo?!
Já tinha pensado nisto antes mas porque é que a industria da pop se focou no sexo e no que é reles?
Tão facil sair da sensualidade para cair na vulgaridade. 
Cada um faz sabe as escolhas que faz e vive com essas consequências. Especialmente quem é conhecido. Custa muito ser reconhecido pelas coisas boas mas demora segundos as ficar com uma imagem negativa por muitos anos. 

Problemas de sono


Nunca fui facil de adormecer, facilmente tenho insonias...
Acho que já tentei todos os truques e mais alguns para adormecer e especialmente descansar.

Alguma ideia?

Eu e a moda...


Não sou uma pessoa muito ligada à moda, não sou nada de grandes maquilhagens nem gosto de estar sem ser muito natural. Sou apaixonada por saltos altos por roupas bonitas tenho um gosto mais clássico.
Dai ter como fashion icon a lindissima Olivia Palermo. Acho que tem uma estrutura muito parecida comigo  pettit (eu sou mais pequena mas como também tenho uns quilinhos a menos a proporção não é muito diferente) não é nada vistosa a nivel do corpo, não tem grandes mamas mas é super proporcional. Mais ou menos como me defino... Sem duvida de uma classe imensa tão natural e tão arranjada ao mesmo tempo.
Pode ser que um dia chegue a um decimo do quão girissima ela é!
E nem falemos do guarda roupa dela porque realmente quem tem dinheiro, tem vantagens que nós só podemos sonhar.

Já fazia falta...


Eu sei que não nado em dinheiro mas há coisas que para mim já fazem falta... e um carro é uma delas. 
Tenho horários destinos de toda a família, um carro fazia toda a diferença agora que saio à noite da faculdade. Bah parece-me que vou ter de continuar a poupar.

Ele inspira-me a cozinhar.


Ando com ideias, estou um bocadinho farta deste fast meals de época de exames e cá em casa nunca há forma de planear as coisas com tempo. Deu-se me uma ideia e quero por mãos a obra e passar a ser eu a tratar dos almoços. Sempre cozinho como gosto e aquilo que gosto e de certa forma também nos torna mais saudáveis.

Ando estoirada!!


Nem sei como começar por vos contar como foi a minha semana... nem há palavras. Foi correr para ali, correr para acolá. Estuda isto, aquilo e o outro... 
Cadeiras complicadas, livros e paginas sem fim! Nada de novo. E isso anda a contribuir para as minhas noites agitadas, sonhos e pesadelos... A dormir sinto-me como a flutuar no sono basta alguma coisinha e acordo logo aflita. E mesmo que um dia tenha a sorte de conseguir dormir a manhã toda parece que não meto nem um décimo do sono em dia.
Bem, parece-me que estes proximos dois dias vão ser calmos portanto espero ter tempo para a blogo vos comentar tudo. E aproveitar para pegar no popó e fazer qualquer coisa.

Lições de vida:


Das primeiras coisas que aprendi na vida e especialmente na faculdade, bem cedo:

Ninguém faz nada por ti, ninguém faz nada só porque sim. Se queres mesmo alguma coisa, luta por ela porque ninguém se vai incomodar só para perder tempo contigo.
A opção de partida é sempre contar contigo própria, se vier mais... é bónus. 
As pessoas cada vez menos dão algo de borla e não podemos podemos contar com os outros. Na verdade são raras as pessoas que nos dão provas de verdadeira amizade. E esses devemos sempre guardar porque perder algo tão raro é um crime.

Cometi alguns, valentes, erros no meu primeiro semestre e na vida e isso só me faz passar a confiar em mim quando é realmente algo importante e lutar ainda mais... 

Tenho vertigens...


Quem é o louco que quer isto em sua casa? Acordam todos ensonados e em vez de assertar nas escadas pimbas... rabo no chão, definitivamente não é a minha manhã de sonho...
Eu cá não subia isso nem que me pagassem... tenho imensas vertigens.
A culpa nem é bem da altura por que isso não me incomoda. Mas sim do estar alto e não me sentir protegida começo logo a ficar tonta e agarrada a coisa mais perto.
Detesto varandas transparentes, detesto aquelas escadas das lojas com vidros de lado, detesto escadas sem corrimão, detesto chãos transparentes... Detesto...

O Instagram vs blog


Eu que ando a falhar no blog, que ultimamente se me tem posto a vista em cima é por causa do instagram mas sejamos sinceros escrever um post dá algum trabalho e tempo (coisa que não tenho) e acaba por ser mais facil dar sinais de vida por lá. Não o partilho por aqui porque não sei até quando o deixo totalmente anonimo e a ultima coisa que quero é que me descubram o cantinho.

Eu, Ella Maria , prometo que assim que acabar esta frequência e tiver mais folgada vos dou toda a atenção do mundo!

Isto é moda?!


Da ultima vez que eu tinha tido uma noção do que a moda era canteiros nos dedos não fazia parte da definição de moda.
Muito menos esperava encontrar a imagem legendada com a palavra "Amazingggggg".
Gostos são gosto mas pronto.

Aquela mulher tira-me do sério...


Alguem me explica como lá a mulherzinha da assembleia, a Assunção Esteves, teve a lata de em frente ao caixam do morto se rir sobre os custos do Eusébio ir para o panteão? 
Seja lá quem for, não se vai a um velorio como se fosse a um café muito menos para ir para os jornalistas dizer epah é bonito mas é caro os contribuintes que queiram que se cheguem à frente para pagar.

E é isto a classe politica que temos?

Objectivos


Sou uma pessoa de objectivos... gosto de coisas claras e simples.
Detesto grandes metas que sei que são incompriveis gosto daquele meio termo entre superar-me e saber que as coisas são a passo e passo, lógicas. Não sou nada idealista nem acho que as coisas vão sempre correr bem, alias em pelo contrario, estou sempre a planear um plano b ou c de forma a alcançar o que quero com os menores estragos possíveis. 
Porque o optimo é inimigo do bom, há uma altura de parar de pensar nos danos colaterais e assumir o erro e tentar chegar ao melhor compromisso.

Vamos lá arranjar um plano b para esta coisa. Detesto falhar!

Chamem-me velha mas é assim que penso


Não gosto desta nova maneira de ver as coisas a curto prazo do viver para hoje sem pensar no amanhã. Acho que é preciso ser responsavel e ponderar todas as escolhas que fazemos, infelizmente, cada vez vejo menos gente que pense como eu.


É quase uma obsessão




Eu devo ter ao todo 10 pares de calças dos quais 1 é ganga clara, outra é branca (dá sempre jeito para varias situações) e as outras 8 são de ganga escura. Resumindo só tenho a uso 8 pares, as de ganga escura e ontem fui comprar o 9º...

Quem me vir deve pensar que nunca mudo de calças mas simplesmente outra cor faz-me nervos. Só estou habituada a essa cor e as outras deixam-me insegura e nada eu.
O meu namorado só as destinge por terem ou não terem bolsos porque como ele diz "Porque raio se fazem calças sem bolsos? Bolsos é fundamental..."

Este maldito virus da blogo


Estou ficando fartinha dele... mesmo tirando-o da minha vista com o fantástico adblock ele não desaparece das outras pessoas e cada vez mais pessoas se queixam dele.
Desde sempre que isto teve vírus ora era o chrome a não deixar entrar nos blogs, ou era aquele cão a arfar, ora o riso do bebé, agora este que não deixa ler os blogs. Sinceramente não sei que fazer porque é generalizado é do blogger e não nosso. Apenas o consigo mascarar através da instalação de um bloqueador de anúncios como o AdBlock...

Peço desculpa a todos aqueles que se preocupara e mandaram mails e comentários pelo que tem de aturar.


Eusébio, uma daquelas pessoas que marcam...


Não sou benfiquista e tão pouco amante de football mas este é sem duvida um nome, uma pessoa a não esquecer. Alguém incomparável naquele tempo, que não permitia aquilo que hoje se permite, chegar tão grande tão longe.
Alguém que sempre fez sua pátria aquela que o o acolheu. Por isso só espero que as crianças que estão para nascer nunca cresçam sem saber quem foi este homem que apaixonou uma nação, clubismos à parte

Simplesmente não consigo...


Não é que não goste do blog ou não confie ou simplesmente que ache que me possam descobrir porque cada vez me importo menos com isso. Simplesmente não sou o tipo de pessoa que despeja aqui todas as suas angustias ou momentos bons. Eu sei que é um diário mas é tudo muito subentendido. 
Não consigo virar-me para alguem, e sem uma preparação grande, dizer sinto isto sobre aquilo.
Sinto-me despida quando mostro o que cá vai dentro... 

Resoluções:

Não costumo estabelecer objectivos para o ano que vem mas parece-me que este é original face a maioria das pessoas:


Engordar 4 quilos

Da passagem de ano...


No que toca a festas sou uma pessoa extremamente caseira. Gosto dos meus amigos mais chegados e em casa de um de nos. Desta vez a passagem de ano foi com a minha família num jantar cheio de coisas boas. 
Claro que me incomoda cada vez mais ver as minhas avós mais velhinhas e cada vez as ditas crianças cada vez mais velhas... Falta essa renovação, temos uma grande discrepância entre gerações.
Só faltou mesmo o meu rapaz para a noite ser mesmo muito boa mas, quem sabe, um dia possamos passar esta noite os dois, sozinhos, com amigos ou com família. 
Cada vez mais sinto necessidade de o ter perto de mim nestes momentos importantes.

2014!!!!!!!!!!!



Que este novo ano vos traga tudo o que de melhor houver. Que a crise passe por nos sem deixar rasco e que sejamos felizes com todos os que amamos.

Beijo Grande :D