Universitários, porque nem tudo é bom...

3.9.13
Lembrei-me de fazer este post especialmente pelas situações que vejo acontecer a amigos meus e que me revoltam.



Se há coisa que aprendi é que quem está na faculdade nem sempre tem o mesmo objectivo: acabar o curso.
Encontramos todo o tipo de gente:
Os bons alunos, que se esforça e que tentam fazer tudo à primeira porque o objectivo é acabar o curso e se com notas boas melhor. Uns mais socais outros menos. É o grupo em que me insiro, apesar de não ser uma aluno brilhante.
O pessoal da farra que não faz nada da vida que se limitou a entrar e que agora quer é aproveitar a vida académica ao máximo e se não ocupar muito tempo até consegue fazer uma cadeira ou outra.
Os sem stress que não tem o objectivo de fazer tudo já. Acaba por equilibrar bem as coisas, sai, praxa e deixa algumas cadeiras em atraso porque não está para as fazer já.
Quem entrou nesta faculdade ou neste curso mas tá desertinho por mudar e detesta o curso e não faz nada de jeito ou acaba por desistir do curso. 

Vá, lembrei-me destes exemplos mas há bem mais...
Estamos em crise e sinceramente um curso não é brincadeira para uma família de classe media quanto muito para quem não se pode dar ao luxo de andar a atirar dinheiro pelo cano de esgoto. Para mim só vale a pena investir os quase 6 mil euros se realmente lhe formos dar uso. Para quê ocupar uma vaga se não queremos fazer cadeiras e andar a beber cerveja o tempo todo? Já basta pessoas que estão em curso que não sabem o que vai acontecer depois... 



É no final do primeiro ano que realmente a coisa começa a ganhar rumo, depois da mortalidade infantil. De separar o trigo do joio. Passo a explicar. É nesse ano que se muda de curso, se desiste... etc quem passa para o segundo ano com as cadeiras feitas já tem um objectivo concreto. 
O que me irrita é ver casos de pessoas que ganham bolsa e não fazem uma única cadeira num semestre e chegam ao final do ano a brincar com quem lhe paga a bolsa e ainda a renova para o ano que vem. Depois vejo pessoas de quem gosto e me preocupo que a meio do ano os pais perderam o emprego e tenta começar o 2º ano e a faculdade não deixa porque tem uma propina em atraso e não pode conceder bolsa. Pessoas essas com todas as cadeiras feitas e com notas acima de 15, alunos de excelência que só dão prestigio a uma faculdade. Mas não preferem dar primazia a pessoas não fazem nada para merecer a bolsa e que nem os pés na faculdade põem. 

Há situações que me tiram do sério. Tenho dito! Não, não sou a pessoa mais zangada com o mundo mas há imensa coisa que me faz perder a fé na humanidade.


You Might Also Like

8 comentários

  1. r: fogo, ainda há imensas coisas :p

    Concordo, há aqueles que merecem mais e não têm bolsa :/

    ResponderEliminar
  2. Ha casos e casos. A vida, infelizmente, não é justa. Mas os bons alunos acabarão por vingar, nem que tenham de fazer uma pausa nos estudos para trabalhar ou tiverem de conciliar os estudos com um part time.

    ResponderEliminar
  3. Há mesmo e cada vez mais me convenço de que este mundo é TÃO injustos! :x
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  4. Concordo tanto contigo! Acho que se vamos fazer os nossos pais pagar tanto ao menos temos de nos esforçar e dar o melhor de nós... sinceramente acho que há pessoas que vão para a faculdade só por ir, nem tem nenhuma ambição.
    Essas situações de injustiça são horríveis :s
    R: Só espero que estejas certa e que corra tudo bem, eu tenho a mania de dramatizar por isso espero mesmo que corra tudo bem :)

    ResponderEliminar
  5. Concordo plenamente, com o que dizes.

    ResponderEliminar
  6. o primeiro ano é sempre decisivo... hoje percebo que fiz mal ao continuar o meu curso, mais valia ter mudado :S

    ResponderEliminar
  7. Identifico-me tanto com o teu blog :) Não fosse também eu estudante de engenharia :) Não falemos sobre bolsas porque enfim -_- existem situações que me deixam completamente revoltada com tantas injustiças!

    ResponderEliminar