Mudança de nome




Para os mais distraídos, há umas semanas decidi meter o instagram e o blog o mais consistentes possiveis e já que no instagram estava a usar o meu nome verdadeiro (Diana) decidi deixar o Ella para trás.  

Isto está a "desanonimizar" devagarinho... não é não querer que o me conheçam (até porque já coloquei a minha fronha no instagram stories umas quantas vezes. Viu quem viu... muahah) é querer manter-me mais resguardada. 

Sobre mim...


Mudei recentemente de dentista e consequentemente tive de fazer um raio-x de diagnostico da situação actual. Lá fui eu toda contente quando a médica se vira para mim muito espantada "mas isto é um dente de leite?!" Pois é  eu com 23 anos ainda tenho um dente de leite. E lá contei à doutora a história deste dentinho.

Ora passo a explicar:

Os dentinhos de leite caem porque supostamente há um enzima (ou lá o quê) que os notificam que está na altura de irem pregar para outra freguesia. Aparentemente este meu molar não recebeu a mensagem e não caiu. Nem eu nunca me lembrei que ele não tinha caído. Aos 18 (2 anos depois de ter tirado o aparelho dos dentes) quando não é o meu espanto quando um dente me nasce em segunda fila quase no céu da boca. Toca a ir para a dentista para avaliar o estrago... isto porque a minha língua deixou de ter espaço para viver confortavelmente. 

Raio-x para cá, raio-x para lá... e concluiu-se que ambas as raizes eram fortes e que se tirasse o de leite tinha de por aparelho de novo para o definitivo ir ao sitio (NEVER AGAIN!). Resultado tirei o definitivo e o de leite ainda aqui anda todo contente. Embora seja mais "fragil" que os outros.

A minha antiga doutora até me contou que conhecia uma senhora de 90 anos que lhe tinham caído todos os dentes excepto o único de leite que tinha. Portanto pode ser que o malandro me dure uns bons anos! 




TAG | Christmas Time!


Mais um natal, mais uma iniciativa (a  Christmas Time TAG) que está a inundar o nossos blogs de espírito de natal e de partilha de boas histórias. Se há coisa que gosto na blogosfera é o nosso espírito tão nosso de aderir a qualquer iniciativa. A autora do blog Pequenas Vontades foi uma querida e nomeou-me para responder a esta TAG. Não se esqueçam de também passar pelo blog dela e ver as respostas dela



Ora vamos lá a isto! As regras são simples:  responder às 13 questões + nomear 7 bloggers para responder a esta TAG. 


1 - Qual é o teu filme de Natal favorito?

Não sou grande fã de filmes de natal. Provavelmente porque todos os anos são os mesmos e já os vi vinte mil vezes. O único que embora não seja de natal (embora seja um clássico da época) e que ainda não me fartei é o Harry Potter. Quase todos os anos faço a minha maratona.

2 - Onde costumas passar o Natal?

Durante muitos anos o natal era passado nas avós. Véspera na materna (só nós e amigos chegados) e natal na minha avó paterna com toda a família.  Infelizmente entre pessoas que perdemos e as avós estarem velhotas a tradição teve de se alterar e agora o natal está em rotação entre as casas dos filhos. Este ano a véspera vai ser cá em casa (avós e nós) e o dia de natal (com toda a família) também vai ser cá em casa e estou super entusiasmada em criar novas tradições!

3 - Qual é a tua música de Natal favorita?

Eu sou uma moça que aprecia os clássicos. Nem o Bublé, que só sai da toca no natal, me chega! Para mim natal é Sinatra, é Nat King Cole, é Dean Martin, é Ella Fitzgerald... e por ai fora. E claro o CD dos meninos coro de santo amaro (ou lá o que é) que a minha mãe põe a tocar todos os anos. [Sinatra... coro de santo amaro... é quase mais ou menos a mesma coisa xD]

Não tenho uma musica preferida mas se há musica que canto todos os anos durante o embrulho de presentes é o "Santa Baby".


E claro o famoso "White Christmas".




4 - Abres os presentes na véspera de Natal?

Como nos últimos dois anos a véspera de natal tem sido em minha casa tenho aberto todos os presentes a 24.

5 - Por que tradições estás mais ansiosa este Natal?

O que mais gosto do natal é ver a cozinha em pleno vapor, ao som dos clássicos do natal e da lareira a crepitar, e todos (os cá de casa) empenhados a fazer o seu prato ou doce. É tão bom!
Desde que entrei na faculdade tinha sempre exames nos fins de semana de decorar a casa então já não montava a árvore à 5 anos. Está a ser tão bom este ano estar a participar em 100% no natal.

6 - Tens uma árvore de Natal verdadeira ou falsa?

Falsa, desde que me lembro que temos sempre falsa. Mas chega quase até ao tecto e adoro o meu pinheirinho!

7 - Qual o teu doce/comida favorita no Natal?

Nós no natal fazemos um doce, que embora não seja de natal só fazemos no natal, uma torta de ovos maravilhosa cuja receita era da minha madrinha e era sempre ela que fazia. Desde que faleceu passou a ser a minha responsabilidade. É algo pelo qual tenho muito carinho!

8 - Sê honesto: preferes dar ou receber presentes?

Quando era pequena era receber, claro! Agora é dar. Pareço uma criança... Fico tão excitada por comprar coisas giras para a minha família que quase são eles a implorar-me para fazer surpresa porque se pudesse dava logo no dia em que comprava. Especialmente às meninas (que torna tudo mais facil!! O meninos é sempre um problema.) cá de casa. Comprei coisas tão a "cara delas" para a minha mãe e a minha avó, elas nem sonham e vai me dar um gozo enorme ver a cara delas dia 24!

9 - Qual foi o melhor presente que recebeste?

Nem sei... tive tantos e tão bons ao longo dos anos. O meu pai sabe sempre o que gosto e faz-me sempre surpresa. E adoro quando não sei o que vou receber, sou uma chorona. Provavelmente o meu pc ou lente nova para a minha cannon que me apanharam completamente desprevenia quando abri os embrulhos.

10 - Qual é o teu lugar de sonho para visitar no Natal?

Aiiiiiii, tantos! Londres e NYC estão no topo da lista! Depois há aqueles paises do norte da europa com aquelas vilas natais de morrer..

11 - Momento mais memorável das férias de Natal:

Eu há 5 anos que não tinha férias de natal portanto nem me lembro como era nessa altura. Provavelmente o acordar tarde e passar a tarde no sofá a ver filmes.

12 - Como é que soubeste a verdade sobre o Pai Natal?

Os meus pais nunca foram muito ligados ao pai natal, nunca tive um familiar vestido de pai natal nem nada dessas coisas. Só escrevi cartas para o pai natal na escola portanto acho que não foi choque nenhum não saber que ele não existia. Tão nada chocante que nem me lembro de quando descobri que era mentira.

13 - És uma pro a embrulhar ou um fail completo?

Bahahahah bom timming, acabei agora de fazer um fail monumental. Tentei embrulhar uma lata redonda, escusado será dizer que ficou uma bela m*rda. Mas se forem caixas rectangulares tradicionais safo-me bem!


E pronto, acabou! Ohhh... até gostei de responder a esta TAG.

Em relação a nomeados (vão cuscar os blogs delas sff)... Já tanta gente respondeu que está difícil, provavelmente já fora todos nomeados mas aqui vai:





Por favor, não colocar pensos higiénicos na sanita. Obrigada!




Ahh, o mundo mágico que é a casa de banho públicas das senhoras! É um local super fértil para descobri temas a abordar neste blog.

Vamos lá dar contexto à  coisa. Ora estava eu numa casa de banho publica, já dentro do cubículo minúsculo, a tentar equilibrar-me para fazer o meu xixizinho (sem sentar) ao mesmo tempo que segurava o casaco e na mala para não aterrarem no chão molhado quando reparo nos vários papeis na parede. "Não faça xixi para o chão", "Não deite papel higiénico na sanita", "Por favor, não colocar pensos higiénicos na sanita. Obrigada"

Aquela sim era uma casa de banho com regras! Ainda hoje me pergunto porque raio em várias casas de banho publicas temos de meter o papel higiénico no cesto/caixote. Acho que deve ser das coisas mais não higiénicas de sempre. Quase sempre o pedal do cesto está avariado e temos lá que ir com a mãozinha (ora pois, não obrigada. Prefiro ser rebelde e deitar o papel na sanita). Caso o pedal funcione temos a honra de ver o nosso papel marcado com o nosso xixizinho em plena confraternização com o xixizinho alheio. (isto se tivermos a sorte de ser só xixi alheio!) Um bocadinho desagradável portanto.

Quanto ao fazer xixi para chão, eu achava que isso era o 101 da sobrevivência. Eu em casa nunca faço para  o chão, principalmente porque me molharia toda e porque é uma merda ter de limpar o chão quando em alternativa é simplesmente puxar o autoclismo. Porque raio alguém em locais públicos havia de "mijar fora do penico"? Andam por ai pessoas muito estranhas se é necessário lembrar as pessoas de aonde tem de fazer o seu xixizinho. 

E se não faço xixi no chão em casa, muito menos ando a atirar pensos para sanita. Quer dizer, tenho amor ao dinheiro e não quero fazer do meu canalizador visita regular. Mas há alguém que realmente atire os pensos para sanitas publicas? Essa gente respira mesmo o mesmo ar que eu? Deve ser para testar diferentes marcas e respectivas capacidades de absorção, só pode! Nada como uma tomada de decisão informada.

O que leva as pessoas a fazerem em locais que são de todos aquilo que não fazem em casa? Ou fazem, mas quero acreditar que não! 

[ALERTA TEXTO NOJENTO] Uma vez entrei numa casa pública e encontrei um penso com período colado na parede. Foi das coisas mais nojentas que vi na minha vida. Eu olhei para o penso, o penso olhou para mim e fiquei ali uns segundos pasmada de nojo.  Pelo facto de o período ser um fluido desagradavel (já me basta o meu, ok?) e pelo "espectáculo" que a dona do penso deu. Há pessoas mesmo porcas neste mundo!